contato@cosy.net.br
11 99453.6593 11 4323.4218 / 11 2613.0615

A importância do feedback

Em qualquer empresa é muito importante que os colaboradores saibam seus desempenhos no desenvolvimento de suas tarefas. Nesse momento, o famoso “feedback” vem à tona, justamente para orientar e dar um retorno sobre o que tem sido feito.
O termo feedback vem do inglês e significa retroalimentação ou alimentação de retorno. Esse processo é uma forma de comunicação que tem como objetivo promover o aprendizado e aprimoramento de todos os colaboradores no ambiente corporativo.
Quando falamos de feedback, estamos falando de sinais que norteiam o comportamento e as atitudes dos profissionais para que eles busquem melhorias contínuas e apostem em oportunidades que os permitam alcançar o crescimento, visto que ele diminui incertezas e ansiedades, se tornando uma atitude que demonstra consideração e respeito pelo ser humano.

Grande parte das nossas reações, nas mais diversas situações do dia a dia, somente são percebidas com a ajuda das pessoas com as quais convivemos. O feedback oferece essa visão aos colaboradores, na medida em que os permite compreender como estão sendo enxergados no ambiente de trabalho. A ferramenta alinha o comportamento do colaborador ao grupo, o que contribui para alcançar melhores resultados.

Por estes e muitos outros motivos, o feedback é visto como uma das ferramentas mais importantes no ambiente de trabalho, pois ajuda colaboradores e empresas a crescerem e se desenvolverem juntos, em parceria, harmonia e união.

Separamos algumas dicas de como fazer o bom uso dessa ferramenta em sua empresa:

1. Comece citando os pontos positivos
O início da reunião deve ser leve e se concentrar sobre os pontos positivos da outra pessoa. Elogios sinceros ajudam a diminuir as defesas do outro e a dissolvem parte da tensão da conversa.

2. Jamais seja genérico
Tanto comentários positivos quanto negativos precisam ser palpáveis. Não adianta dizer, por exemplo, que você está insatisfeito com os atrasos da outra pessoa. É melhor trazer exemplos, citando datas e horários específicos em que ela cometeu os deslizes. O objetivo, aqui, é legitimar a crítica e trazer a discussão para um plano objetivo.

3. Crie um ambiente estratégico
Feedbacks não podem ser dados em qualquer lugar e devem ser dados individualmente.

4. Evite o tom acusatório
Em vez de lançar frases como “você é” ou “você fez”, é melhor usar sentenças que começam com “eu sinto que você é” ou “eu tive a sensação de que você fez”, por exemplo. Atribuir comentários a uma percepção pessoal traz a “culpa” daquela crítica para você.

5. Aproveite para escutar
Depois de comunicar a sua avaliação, chega o momento de ouvir as respostas do outro. Aqui também vale a regra citada no item 4: baixar as defesas, anotar comentários numa folha de papel e permanecer até o fim sem retrucar.

6. Dê reforço positivo
A conversa produziu alterações visíveis na conduta da outra pessoa? Não deixe de dizer a ela que você percebeu. Porém, para não beirar o artificialismo, é importante não exagerar na dose.

Postagens relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *